Economia Criativa

A indústria criativa tem se mostrado cada vez mais relevante no cenário econômico nacional. Entre 2004 e 2013, o ramo apresentou crescimento sucessivo, ano após ano, atingindo a marca de 2,6% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) em 2013. No mesmo período, houve um aumento de 90% no número de trabalhadores da área.

 

São Paulo é protagonista desse processo, sendo o estado que mais emprega profissionais criativos: são 349 mil trabalhadores, o triplo do segundo colocado, Rio de Janeiro, com 107 mil. Os dados mencionados fazem parte do documento Economia Criativa no Estado de São Paulo, que compila informações do Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil (FIRJAN) e PNAD 2013 para chegar aos dados específicos do setor no território paulista. As informações, relevantes para o setor, podem ser usadas por todos aqueles que pretendam argumentar sobre a importância do investimento em cultura.

Para conhecer o documento, faça o download aqui.